O que Cai de Ciências Humanas no ENEM 2016

Mais do que todas as demais, a prova de Ciências Humanas do ENEM exige atualidades e contextualização.

Além de História, Geografia, Sociologia e Filosofia, a prova de Ciências Humanas do ENEM é composta também por antropologia, tecnologia da informação (uma das áreas mais presentes), ética e cidadania, atuação dos movimentos sociais, identidade cultural, direitos humanos, direitos dos índios, patrimônio histórico e cultural.

Publicidade

Em 2016, a prova de Ciências Humanas do ENEM será aplicada no dia 5.12.16, a partir das 13h30min (horário oficial de Brasília). Os portões serão fechados às 13h. Por isto, é conveniente ficara atento ao tempo necessário para o deslocamento.

Conhecer o trajeto com antecedência é uma excelente providência, uma vez que de nada adianta estudar durante meses, para perder o prazo de entrada.

enem ciências humanas

Publicidade

O que Cai de Ciências Humanas no ENEM 2016?

Neste ano, é muito provado que o impeachment da presidente Dilma Rousseff e a ascensão de Michel Temer à Presidência da República ocupem destaque das questões de História do ENEM.

É importante ressaltar que os candidatos não precisam concordar com a decisão dos deputados federais e senadores; no entanto, posições políticas sem argumentação aprofundada nunca geram resultados satisfatórios.

ciências humanas enem

Publicidade

ciências humanas enem

Todos os temas apresentados por Temer ao Congresso Nacional e à sociedade civil poderão ser cobrados na prova de Ciências Humanas do ENEM: medidas para controle da inflação e retomada do crescimento econômico, eventuais aumentos da carga tributária, presença feminina nos principais cargos do governo, etc.

A dica é ficar atento ao noticiário, especialmente ao impresso e virtual, uma vez que as notícias veiculadas na TV costumam ser mais amenas.

Além disto, não se pode esquecer que estamos em um ano eleitoral: à época da aplicação das provas, os novos prefeitos já estarão eleitos, mas ainda não empossados. É importante acompanhar os novos projetos municipais, especialmente nas grandes cidades, como Rio de Janeiro e São Paulo.

Na prova de Ciências Humanas, o ENEM privilegia os temas atuais, como xenofobia, violência doméstica, racismo, desigualdade social, etc. Mais uma vez, todas as opiniões, com exceção de posturas fascistas, podem ser aceitas, desde que sejam bem fundamentadas.

Com relação à cultura e sua divulgação, na prova do ENEM, é necessário permanecer atento à mídia e sua influência no cotidiano, além da conservação do patrimônio cultural (material e imaterial). Os assuntos mais cobrados em Sociologia: aspectos étnicos, política nacional e questões de gênero podem predominar na prova de Ciências Humanas.

De acordo com a evolução da disputa pela Presidência dos EUA, a polarização entre Hillary Clinton e Donald Trump pode merecer maior atenção. O histriônico candidato, rejeitado inclusive por medalhões do Partido Republicano, tem a seu favor o poder financeiro – e isto pode ser fulminante para diversas economias, não apenas subdesenvolvidas e emergentes.

Temas importantes sobre Ciências Humanas

A prova de Ciências Humanas do ENEM não costuma dedicar muito espaço para a cronologia da história brasileira.

Por outro lado, movimentos de soberania merecem estudo mais aprofundado: são as tentativas de secessão ocorridas no século XIX, a política do café com leite, a Era Vargas, a redemocratização na década de 1940, o início da industrialização, o golpe militar e o retorno dos civis ao poder central, com as idas e vindas dos últimos 40 anos.

Na História Geral, as grandes revoluções merecem destaque (em História, Sociologia e Política): a Revolução Gloriosa, Guerra de Independência dos EUA, Revolução Francesa, Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, Revolução Industrial.

O imperialismo europeu, que prejudicou muitas nações da Ásia, África e América, sempre figura nas questões.

O contrato social, idealizado por filósofos como John Locke, René Descartes, Montesquieu (Charles Louis de Secondat) e Jean Jacques Rousseau, e suas consequências na fixação dos direitos humanos, também é um tema importante.

Em contrapartida, os movimentos autoritários e totalitários que determinaram os dois maiores conflitos do planeta – a Primeira e a Segunda guerras mundiais – também são cobrados na prova de Ciências Humanas do ENEM. Não é necessário decorar todo o cronograma, mas procurar entender as motivações políticas que levaram aos conflitos bélicos.

Nos últimos anos, a separação dos poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário), desenvolvida a partir do século XVIII vem frequentando a prova de Ciências Humanas do ENEM. O objetivo principal da banca examinadora é avaliar os conceitos de ética e cidadania cultivados pelos candidatos.

Meio ambiente, sustentabilidade e urbanização (com os consequentes problemas gerados: falta de moradia, de transportes, de mobiliário urbano, de escolas e creches, etc.) sempre figuram na prova de Geografia do ENEM.